213.136.68.210 SAC360 01 Conteúdo 02 de 03 | tetra

CONTEÚDO 02 DE 03

Não basta afirmar “eu sei o que penso” ou “eu tenho um ótimo bom-senso” – Esse foi um erro quase fatal em minha vida, e é um grande problema na vida de muita gente hoje.

Por um tetraplégico chamado Adriano Lachovski
Da República Federativa Comportamental de Curitiba

“Existem de fato mentes inquiridoras, que anseiam pela unidade do coração, que a buscam, empenham-se para resolver os problemas colocados pela vida, tentam penetrar na essência das coisas e dos fenômenos e adentrar em si mesmos. Se um homem raciocina e pensa de forma mais consistente, independentemente do caminho que ele siga na solução desses problemas, ele deve inevitavelmente regressar a si mesmo, e começar com a solução do problema do que ele mesmo é e qual o seu lugar no mundo à sua volta.”

Gurdjieff

 

 

“ Acreditamos que o fracasso não ocorre por causa das más intenções, falta de força de vontade ou falta de entendimento sistêmico, mas sim por causa de modelos mentais ou personalidades. Mais especificamente, novos ‘insights’ não são colocados em prática porque eles contrariam imagens internas muito arraigadas de como o mundo funciona, imagens que nos limitam aos modos familiares de pensar e agir. Por esta razão, a disciplina de gerenciar modelos mentais promete ser o fator mais decisivo na construção das organizações que aprendem (learning organizations)”

Peter M. Senge

 

 

Modelos Mentais é uma disciplina difícil de ser trabalhada, como todas as outras. Para se chegar a excelência, tem que se percorrer um longo caminho. O que ocorre na maioria das organizações é que primeiramente tem de se trabalhar com os modelos mentais, pelos principais tomadores de decisão. Esses modelos, se não forem examinados, limitam as ações da organização (SENGE, 2010)

 

SENGE, que é considerado o papa da administração, quis dizer que cada um tem um ponto de vista sobre um mesmo acontecimento. Esses modelos mentais influenciam a perceptividade que temos sobre a realidade. Difícil é para as empresas contratarem profissionais que dominem essa Arte, e nós dominamos. Você é um sério candidato a dominar também... Entenda como, lendo esse conteúdo até o fim. 

 

Nossas crenças que limitam, precisam ser ajustadas para obtermos melhores resultados, seja lá em que área for. Ele se atém às organizações em particular, estenda-se para todo o seu SER.

 

Vou partir direto para algumas estratégias simples, e as características técnicas mais aprofundadas, deixarei no meio do texto, para serem baixadas, mas que farão muita diferença em seu processo de coaching, seja iniciante ou muito experiente... Leia com calma até o final... Tem planilhas de avaliação DISC para baixar e muita coisa legal... Dê um feedback, por gentileza!

 

Boa Leitura e bons Aprendizados... 

 

Quem ainda não leu o conteúdo #01 CLIQUE AQUI.. 

...

1 - HOMEM  & MULHER

HOMEM

Gosta de ser reconhecido, tem a mente compartimentada em várias caixinhas e funciona melhor ao se ocupar de uma coisa de cada vez. Lida menos com as emoções.

 

MULHER

Gosta de ser ouvida! Tem a mente com mais neurônios que o homem. Parece ter fios que se ligam a todas as caixinhas, como se fosse uma caixinha só. Se ela chega em casa reclamando do jardim, do pedreiro que não apareceu. O homem até não precisa fazer nada, mas que pelo menos, escute.

 

Não é nenhuma técnica secreta essa, quis colocar apenas como referência. Comece a compreender que quanto mais dados você tiver sobre seu cliente, melhor. Mesmo os mais básicos podem ser úteis e vou demonstrar na sequência, seja iniciante ou os mais experientes. 

 

2 - SE É PERFECCIONISTA OU NÃO

Basta perguntar: - Quando você termina qualquer coisa que faça (vamos chamar de projeto) ... Você fica satisfeito com os resultados depois que terminou?  Ou isso é um peso pra você, e você não se dá por satisfeito, pois acredita que nunca está bom o suficiente o que fez?

 

Depois da *criatura responder, faça a seguinte explicação:

1 - "Ser perfeccionista, não é  fazer mais coisas ou as melhores coisas, e sim, ter uma crença limitante inconsciente de que a perfeição é o único caminho para poder ser amado e aceito”.

E...

2 - “Só serei aceito se eu for perfeito em tudo que eu faça; é muito diferente de escolher ser excelente e ter excelência.  Que significa: ter resultados cada vez melhores e estar contente com os resultados obtidos e partir deles, poder  corrigi-los ou deixar cada vez melhor ainda.”

* “Criatura: pessoa totalmente voltada a outra, pessoa devedora de formação de ideias e pensamentos a outra.”

É UMA FORMA BEM CARINHOSA E DESCONTRAÍDA DE EU ME REFERIR ÀS PESSOAS...

 

Depois que você explicou a diferença entre perfeccionismo (que é uma doença, não tem nada de bom) e excelência...     

               

Faça de novo a pergunta: -

- Qual das duas, mais representa você?

 

Caso seu cliente ou paciente responder e confirmar ser perfeccionista, peça-lhe para fazer uma autoavaliação e responder, quantos por cento ele acredita ser um perfeccionista?

 

Qualquer porcentagem, se 10% ou 80% (quanto maior, mais introjetado, interiorizado está na pessoa), será sinal de ter que eliminar ou amenizar primeiramente.

 

Pode-se levar em conjunto com outras áreas necessárias ao longo do processo.

 

Geralmente, nada ou grande parte de tudo que você for aplicar de ferramentas como coach ou seus conhecimentos como psicólogo, irá surtir efeito, pois os padrões de exigências com si próprio e com os outros, de um perfeccionista, são muito altos. Quem acabará frustrado é o coach ou o psicólogo, pois se desmotiva e pode ficar sem saber o que fazer, prejudicando os resultados, pelo simples fato de não avaliar isso desde o início.  

 

Chegaram muitos clientes assim, e quando ele descobria ser um perfeccionista, a maioria afirmava que sempre fez psicoterapia com profissionais da área, e nunca receberam uma avaliação ou diagnóstico antes.

 

Ótima dica aos psicólogos, que estão perdendo espaço para coaches até medíocres, porque depois do marketing digital e as tal da COPY (linguagem persuasiva utilizada por publicitários com três intuitos: - Vender... Vender e Vender, mesmo SENDO SÓ o coaching de objetivos, é GERALMENTE,  “mais do mesmo” com nomes diferentes querendo parecer exclusivo.

 

A autoridade de um coach, com o advento de MKT Digital, não é COMO ANTES - para quem sabe de verdade ou o que está fazendo ou se possui muitos conhecimentos + longa prática e resultados impactantes - e sim, para aqueles que DIZEM que SABEM. Existem raras exceções, é claro!

Vou parar por aqui, não é assunto para esse conteúdo.

 

Por esse fato, confesso que estou eu aqui, GASTANDO UM TEMPÃO, pra configurar página disso, com página daquilo (JÁ ME DESCULPO ANTECIPADAMENTE PELOS POSSÍVEIS ERROS DIGITAIS) ... pra entregar esses conteúdos que sou especialista no assunto e gosto de escrever. Certamente ajudarão muita gente e divulgarão o meu Potencial Diferencial... - Me diz você depois de ler, assim você me ajuda a corrigir os erros e as falhas. 

 

3 - AUTORRESPONSABILIDADE

Faça essa pergunta:

 

- Você se vê como responsável ou vítima da situação em que se encontra hoje? 

 

...Fale sobre isso! ...

 

Deixa a criatura falar e anote aquilo que suspeitar não ajudar na história que ele contar.

 

Outro aspecto superimportante pra ficar claro desde o começo de um processo de desenvolvimento, mudanças ou transformações. Até mesmo pra se atingir um objetivo. 

Se meu cunhado, a minha ex esposa e minha sogra são responsáveis por meu fracasso!

 

Bem, ou você chama a galera toda, o cunhado, a ex e a sogra pra fazerem o processo de coaching com você no lugar do seu cliente... Já que eles estão errados e são culpados! Ou você age com firmeza em chamar seu cliente para a autorresponsabilidade e estabelece um compromisso de comprometimento.

 

Eu falo sobre isso, porque vivi intensamente no papel de vítima, após ter ficado tetraplégico... Ahhh, o mundo é terrível. O culpado de tudo isso foi essa situação que me encontro, ninguém me entende! Enquanto eu era a vítima, eu esperava uma solução de fora que nunca veio. Quando assumi autorresponsabilidade, encontrei as soluções todas dentro de mim mesmo. 

 

 

A criatura e a BMW!

 

Ao parar em frente de um enorme portão de sua magnífica residência. Uma rica, mas desatenta criatura, proprietária de uma reluzente BMW moderna... Ao fuçar no porta-luvas em busca do controle remoto do portão.

 

Recebeu voz de assalto de um “inofensivo” casal, que ela até tinha visto próximo quase em frente de sua casa, e logo mudou essa doce impressão inicial, ao ouvir uma amarga e dolorosa frase desesperadora:

- “perdeu merrrrrrmã, desce da máquina, agora é nossa”!

 

Então lá se foi a BMW. Como era pessoa influente e bastante conhecida, ela correu ligar para o deputado e seu amigo, que conhece o secretário de segurança. Marcou uma audiência com o secretário. No dia seguinte,  o encontro, e aos berros exclamou:

- NÃO SE TEM MAIS SEGURANÇA NESSE BAIRRO!

- VOU CHAMAR E FALAR COM TODA A IMPRENSA!

- NÃO DESCANSO ENQUANTO NÃO PRENDEREM ESSE CASAL MALDITO!”  ... E etc...

 

Nesse caso dessa criatura, podemos admitir que ela tenha o Lócus de controle Externo. A pessoa assume menos autorresponsabilidade, está mais propensa a ser a vítima. Entre a Razão e a Felicidade, prefere defender suas razões. Tem pouco autoconhecimento e seus valores estão mais fora, não olha pra dentro de si.

 

O Lócus de controle Interno facilitaria para...

 

Que ela tivesse Autorresponsabilidade, provavelmente não teria se ocupado de delegar toda sua segurança somente para a polícia. Certamente reavaliaria sua conduta, e no ato de se autocorrigir (se tivesse um bom nível de I.E.), faria um autoquestionamento tipo:

- Que comportamento meu contribuiu para que isso tenha acontecido?

Já é difícil mudar, consertar e ajustar o meu comportamento... Querer eu, que o outro mude, é bem mais complicado e bem mais difícil. Portanto faça sua parte!

 

Com essa estratégia de pensamento, pouco ou quase nada DO EXTERNO E QUE ESTÁ FORA DE MIM, deveria ter tanta importância. Pelo menos quanto ao fato de eu sair do foco nos problemas ou de quem fez ou deixou de fazer sua parte, e passar a focar na solução, independente dos outros ou das situações. Eu sempre tenho o poder de escolher ser autorresponsável por tudo.

 

Ressignificando e assumindo a minha parte. Novo pensamento da criatura da BMW... Seria mais ou menos assim:

 

Depois do assalto, tomarei a atitude de quando estiver perto da minha casa, e avistar qualquer pessoa, mesmo alguém bem velhinho aparentando 120 anos e mancando com um caminhar vagaroso. Passarei direto, darei a volta e só abrirei o portão, quando a rua estiver segura.

 

Iniciantes ou Experientes Que Começam Bem, Terminam Bem

 

 

Mesmo os mais experientes que estão lendo esse texto agora, podem usar todas essas dicas indispensáveis (em minha opinião e experiência).

 

 

Quanto mais cedo detectar o nível de Perfeccionismo e a Autorresponsabilidade, melhor!

 

Eu sugiro fortemente que seja no começo do processo, para um ajuste inicial. É bastante simples, que saneará e deixará claro muita coisa e evitará problemas, principalmente, o abandono dos clientes por falta de alinhar profissional & cliente.  

 

 

 

PERFIL DOS ANIMAIS... 

DISC americano... 

MBTI 16 Personalidades...

Profiler TetraCoach 360...

 

O Perfil Comportamental dos Animais, creio que todos devam conhecer. Eu mesmo envio para a pessoa esse teste, depois de se cadastrar para receber As Minhas 100 Perguntas Poderosas de Coaching Pessoal.

 

Vamos falar também de comparações entre o DISC e o Profiler, que tem em sua base 8 (oito) teorias comportamentais além da metodologia DISC.

 

Lá atrás, no começo, quando eu engatinhava no autoconhecimento e avaliação de pessoas (antes mesmo do coaching), eu usava uma série simples de questionamentos que eu juntei e montei para avaliar qual era o nível de inteligência emocional dos avaliados.  

 

Então percebi o extraordinário valor e a influência de saber avaliar pessoas, que ao longo dos anos fui desenvolvendo cada vez mais uma leitura cada vez mais fina, referentes a cada conjunto de comportamentos, conforme cada tipo personalidade (ego) usando o suprassumo do melhor de cada metodologia ou ciência.

 

 

Explicarei mais adiante a diferença entre COMPORTAMENTO e PERSONALIDADE, se prepare, isso mudará sua visão sobre como avaliar pessoas.

 

 

Bem, voltemos ao teste em Excel do perfil dos comportamentos dos Animais (arquétipos representativos).

 

 

Nossa Adriano! Isso não é muito básico e simples?

 

 

 

É sim, e muito! É extremamente subjetivo. As respostas se darão conforme o grau de autoconhecimento e visão que a criatura tenha sobre si naquele momento.

 

 

Não possui cruzamentos de dados sofisticados e nem algoritmos (é um processo de cálculos e um conjunto de dados aplicados a um conjunto de regras). Sem nenhuma validação científica, mas pode ser uma ajuda.

 

 

 

Perfil Comportamental dos Animais

 

É uma aproximação apenas, nada de científico, é uma “equivalência” sem validação metodológica, que serve para acompanhar recorrências mais relevantes e obter aprendizado sobre diferentes perfis. Usar é recomendável, principalmente para quem não tem nada em mãos e não pode investir no momento.

 

 

Abaixo você pode baixar o Perfil dos Animais em Excel, um teste DISC completo, pode ser feito várias vezes, em Excel...  E os 4 Perfis Comportamentais com as características e pontos a desenvolver... Se der problemas, me envie um e-mail pedindo.

 

T Perfis dos Animais                    Os 4 perfis DISC                     Teste DISC em Excel             

 

MBTI 16 Personalidades

 

Agora o bicho pega! Sei que é uma das avaliações mais utilizadas pelos RHs e psicólogos. Já estudei muito o MBTI e me impressionei no começo. Ele dá um perfil de personalidade a princípio fácil de entender e breve.

 

Sei que muita gente boa usa e afirma que com os resultados do MBTI, percebem vários caminhos pra se seguir e que é mais fácil e vantajoso.

 

 

 

NA MINHA EXPERIÊNCIA, acredito que tem mais função e utilidade na orientação vocacional, pois é sabido sobre sua dificuldade em ser impreciso quanto aos resultados dos perfis de personalidade e a dificuldade na continuidade de ações que deveriam ser tomadas depois da identificação;

 

 

 

Uso uma planilha em Excel do MBTI e não disponho de plataforma paga. Uso pra ter uma ideia inicial e rápida de um dos 16 perfis de personalidade da criatura, que conforme a situação, comparo depois com o resultado do Eneagrama que é o mais indicado, é o mais TOP e profundo. Explicarei no próximo conteúdo...

 

 

Uso o MBTI principalmente para saber rapidamente o perfil ideal profissional e de carreira mais apropriada, e dependendo do caso, complementando com a validação do certeiro Profiler TetraCoach 360º que mostra o perfil ideal profissional com 97,97% de acerto.

 

 

 

 

Profiler TetraCoach 360º

 

Já o Profiler é baseado na metodologia DISC, e vai muito além do DISC americano, porque é o único que utiliza + 8 (oito) teorias comportamentais em um só algoritmo. São mais dados confiáveis e mais pontos de comportamentos a serem mapeados com os níveis de cada um e suas variações.   

 

 

É validado cientificamente pela USP e pela UFMG. Possui um índice de acerto em média de 97,97%, a amostra foi testada e aprovada na população brasileira. Está conforme nossos costumes, nossa cultura e valores. Fala nossa língua.

 

 

 

 

DISC americano

 

Já o DISC é americano, considera os costumes e valores dos americanos e não possuem tantos dados de fácil interpretação como no Profiler.

 

 

As teorias e conceitos dos 4 (quatro) perfis são equivalentes. Os resultados possuem divergências quando é respondido por brasileiros. São divergências às vezes sutis, às vezes mais discrepantes.

 

 

Já fiz vários comparativos com o meu resultado e os de muitos outros clientes, entre o DISC americano e a metodologia de mapeamento comportamental Profiler.

 

 

Resumindo, o Profiler, que chamo de Perfil Comportamental Profiler TetraCoach 360º que utiliza em sua base a metodologia DISC + outras teorias comportamentais.

 

 

É disparada a melhor plataforma de mapeamento comportamental no Brasil. Eu sempre usei na TetraCoach somado a outras metodologias, (que contarei uma parte depois). Eu aconselho você também testar e comparar!

 

 

 

Sempre formei analistas exclusivos que reconheceram as vantagens e facilidades de aplicação do Profiler, além de que, consegui o menor custo por link no mercado e repasso esse benefício aos meus alunos.

 

            NA TABELA ABAIXO...

 

Conforme seus conhecimentos e práticas, cabe a você escolher usar ou não essa tabela abaixo e/ou as estratégias iniciais descritas lá em cima nesse conteúdo.

 

 

Serve também como parâmetro de referência, pra saber se a pessoa tem um autoconhecimento bom ou não sobre si.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na falta de outras metodologias e plataformas, sabendo como usar, até o perfil dos Animais pode ser de uma  ajuda.

 

Fornece um breve resultado dos 4 perfis, e até a preferência cerebral.  Se for regida pelo lado direito, é mais emocional e criativo e vive mais no passado, ou se for regida pelo lado esquerdo, é mais lógico, precisa de mais razoabilidade, detalhista e foca mais no futuro. São simples referências pra você ter uma abordagem que fale a língua do outro.  

Parece complexo esse negócio de interpretar Modelos Mentais, né? – E é mesmo, mas sou um especialista em interpretar Modelos Mentais, tenho tudo pronto e funcionando de um modo incrivelmente sequenciado e apostilado.

 

Toda essa expertise foi fruto de um trabalho levado muito a sério e após eu gastar quase 15 anos desenvolvendo algo que ninguém mais tem, fico impressionado como tudo começou, e me sinto grato por essa habilidade que veio de longa prática, estudos, pesquisas, aplicações e desenvolvimento de algo tão impactante e exclusivo.

 

Eu vou descomplicar pra você e transformá-lo em um expert especialista em interpretar os perfis  comportamentais conforme cada um dos 9 padrões de  personalidade, mais uns segredos complementares..

 

Em breve abrirei um programa voltado somente para repassar todo esse meu conhecimento. Será uma Formação de ANALISTA MESMO. E não de consultor de perfil comportamental, que compra links pra dar devolutiva só de comportamentos do DISC, o que é até bom, mas muito raso e básico. Entenda melhor a seguir.

 

 Você não precisará gastar tanto tempo pra aprender sozinho, e sim, você pode ser um expert  ANALISTA e entenda que ao você ser impactado por primeiro, nada vai deter você, e se não te impactar (duvido, isso nunca aconteceu) é a maior garantia e prova que você mesmo sentirá NO SEU CORAÇÃO, fora uns detalhes que são muito reservados e que você terá conhecimento mais tarde. Darei detalhes mais pra frente.

 

Quem Só Vê DISC Não Vê As Personalidade Nem Corações

 

Por incrível que possa parecer, há uma diferença muito grande entre comportamento e personalidade e outra coisa que provavelmente você não saiba, é que o DISC ou qualquer DISC, só mapeia comportamentos, por isso é errado afirmar que o DISC É UMA AVALIAÇÃO DA PERSONALIDADE DAS PESSOAS – isso mesmo, o mais sério e mais profundo é o seu SER, sua personalidade. Se o DISC não avalia a personalidade, o que será que deve ser feito? ...Agora começam os segredos!

 

 

“Tudo o que vive... tende a realizar-se na plenitude do seu SER. O Homem, simultaneamente ser vivo e pensante, para se realizar tem primeiro de se conhecer.”

Mikhail Bakunin

 

 

E esse será um assunto fantástico para o próximo conteúdo que espero liberar o mais breve possível pra você. Fique atento e deixe seu comentário.

 

Ser um especialista que sabe o que fazer e como desenvolver e transformar pessoas, vai ficar muito claro pra você.   Aproveite o material que você baixou nesse conteúdo e comece a aplicar e praticar com seus clientes ou as pessoas de sua família e conhecidos.

 

Com os resultados de seus conhecidos, que você já convive há bastante tempo, pode fazer comparações mais didáticas, práticas e realistas. Essa atitude facilitará quando você for fazer uma avaliação de um cliente, e obtiver, por exemplo, um resultado BY (hipótese). Um amigo seu e seu primo tem esse perfil BY...

 

Pronto, você já pode correlacionar e ter um melhor entendimento e uma melhor percepção de seu cliente, e assim, quantas vezes mais fizer avaliações, mais amostras terá para comparar e melhorar seu aprendizado para construir sua experiência de interpretação de cada Modelo Mental e saber como falar a linguagem de cada perfil ou variações de perfis. 

 

 

Grande Abraço e até o próximo conteúdo #3, que se ficar muito longo, dividirei em mais o #4, vamos ver...

Adriano Lachovski

Clique em "curtir" na nossa página

da TetraCoach, e se esse conteúdo

valeu a pena, deixe seu comentário!