213.136.68.210 Minha História
  • Facebook clássico
  • Twitter clássico
  • Google+ clássico

Coaching Comportamental 360º TetraCoach  - Curitiba/PR - Tel 55 (41) 3308-1728  - Cel 55+ 41 99854-7535 - Todos os direitos reservados

COPYRIGHT ©2019 este site foi desenvolvido por mim mesmo. 

Adriano Lachovski

Mentor e Treinador de Coaches - TetraCoach

 

ABCC360 - Associação Brasileira de Coaching Comportamental 360º

(41)3308-1728 (41) 998 547 535

Sou Ex-Agente da Polícia Federal (1º lugar no concurso em 83), Ex-Batalhão da Guarda Presidencial-Pelotão de 0perações Especiais -Brasília, Ex-Piloto de cruzeiro e terra, Ex-Arraes amador, Ex-paraquedista, Ex-mergulhador, Ex-Atirador, Ex-Ginasta olímpico, Ex-Atleta, Ex-Tenista, Ex-Golfista, Ex-Empresário.

Ex-Ageradamente convencido de que o Amor pela vida e pelas coisas desse mundo valem totalmente a pena independente das circunstâncias em que você se encontra.

 

 “Mas a vida meus amigos... A vida é uma caixinha de surpresas... Numa bela manhã de sol...” Como bem disse em uma peça de “Os melhores do mundo”, intitulada Joseph Climber (veja em Vídeos Tetra Interessantes) numa tragicomédia, aonde o protagonista vai perdendo sequencialmente os movimentos de pernas e braços e vai se superando e se adaptando conforme as circunstâncias. É muito engraçado e a gente acha que isso só acontece com os outros.

Mas... Em 18 de março de 2002 às 13h45, não foi nada engraçado. Um tiro disparado por um ser humano tomado momentaneamente por um desastroso sequestro emocional (que hoje convido de todo o meu coração a participar dos meus treinamentos) determinaram que eu ficasse tetraplégico para sempre.

Aos 41 anos, cheio de vida, de repente tudo se esvaziou. Sobraram apenas  lembranças, o movimento do pescoço, parte do braço esquerdo e só. Não era, e nem sou capaz de segurar uma caneta, por falta dos movimentos nos dedos.

 

Perdera minha autonomia, minha alegria, minha família, minha empresa, meus bens, meus sonhos, a vontade de viver e o principal:

 

“A esperança...”

 

Eu tinha dó de mim mesmo, e quando você acorda e não tem mais esperanças, não há motivos para viver, nem sobreviver, quanto mais agir ou reagir.​

O tempo passou e no início de 2005 eu me questionei – Tenho somente duas escolhas: viver ou morrer. Escolhi viver. E naquele momento pensei. – O que eu posso fazer por mim de hoje em diante? Logo imaginei dar palestras, já que tive uma vida intensa, cheia de histórias pra contar, muitas experiências e que eu não deveria desistir da vida e poderia passar isso àquelas pessoas que ao se depararem com o menor obstáculo, passam a acreditar que são fracassadas ou que possuem um enorme problema e às vezes não enxergam a solução, pois estão mais focadas no problema.

 

Naquele mesmo dia comecei a estudar e pesquisar na internet dez horas por dia sobre o comportamento humano etc. Isso me devolveu a esperança de ter algum objetivo por alcançar, uma motivação (um motivo para agir) e só dependia de mim e meu empenho. Todos nós devemos ter algum motivo para levantar de manhã e persegui-lo persistentemente, até que consigamos.

 

Assim, tomei um novo caminho, adotei uma nova atitude, seguindo em frente contando apenas comigo mesmo. Aprendi técnicas e metodologias que fui autoaplicando e obtendo resultados rápidos e eficientes. Isso fez todo sentido pra mim, e foram elas que me tiraram da depressão profunda. E foi através da dor que aprendi após a tragédia a buscar pelo prazer, e recriei-me para adaptar-me às novas circunstâncias, inventando um novo “EU”, já que era ansioso e explosivo, tinha muita inteligência cognitiva e um certo déficit em inteligência emocional.

E esses conflitos fizeram com que eu buscasse o melhor de mim. O que eu menos tinha e me faltava, é o que eu tenho de melhor agora e consigo transmitir pra outras pessoas com muita propriedade, legitimidade e conhecimento de causa. Nós somos capazes de coisas extraordinárias quando achamos que não temos mais saída alguma.

 

Dediquei-me a estudar e pesquisar diariamente e incessantemente como mencionado acima, já que eu não poderia trabalhar mais.  Os temas eram sobre Psicologia, Análise Transacional, Programação Neurolinguística, Desenvolvimento e Relacionamento Humano, Inteligência Emocional, Organização Financeira, Consultoria Empresarial, Eneagrama para verificar os padrões de Personalidade e Técnicas de Coaching, Neurociência, dentre outras coisas.

 

Isso fez uma diferença enorme em minha vida. Agora eu me autogerencio, substituí meus hábitos negativos por hábitos positivos, trabalhei meus vícios emocionais e consequentemente eu modifiquei meus comportamentos, reorganizando minha vida por completo, e com certas técnicas que eu mesmo produzi. Eu estudava um monte de coisas complexas e em seguida simplificava em passo a passo que pudesse fazer sentido e ajudasse outras pessoas...

 

E foi assim que ao longo desses anos todos vim desenvolvendo um jeito diferente e super prático de treinar a mente, os pensamentos e as emoções para mudanças e transformações no comportamento humano, e foi assim que criei o revolucionário Coaching Comportamental 360º

Tornei-me Personal & Professional, Executive, Business Coach pela SBC -Sociedade Brasileira de Coaching, INSTIAD e IBC - Instituto Brasileiro de Coaching e fiz vários outros cursos e formações do Brasil, e por ser tetraplégico, eu consegui muitos treinamentos dos E.U.A. e da Inglaterra, pois eu era o primeiro coach tetraplégico no mundo, naquela época.

 

Hoje, depois de 15 (quinze) anos atuando como coach comportamental 360º e com mais de 12 (doze) mil horas em atendimentos individuais, repasso toda essa expertise e prática a. Eu me dedico a mentorar, ensinar e formar Coaches Comportamentais 360º e Analista de Inteligência Emocional & Comportamentais 360º.

 

ONDE APRENDEM: a ajudarem, assessorarem, orientarem, organizarem e promoverem mudanças, transformações  ou melhorias, naquelas pessoas que queiram obter realizações na vida pessoal, nos relacionamentos, no profissional e empresarial, alcançando equilíbrio emocional, adquirindo inteligência emocional, eliminando crenças limitantes que bloqueiam seu real potencial, respeitando seus valores fundamentais e atingindo seus objetivos, melhorando sua performance e sua qualidade de vida. Sendo uma pessoa inteligente emocionalmente melhor do que já é ou que acredite que seja.

 

Sinceramente, se eu fui capaz, imagina você que está lendo isso agora? Meus clientes, tanto pessoas físicas como empresas, têm resultados fantásticos com esse trabalho de Coaching Comportamental 360º, que desenvolvo baseado não apenas em conhecimentos por formação, mas também e principalmente, porque vivenciei cada etapa. Sou exemplo vivo de que isso é absolutamente possível (quando se quer). Mudar se for preciso ou melhorar naquilo em que podemos ficar excelentes e indispensáveis.

 

“Se você não corre, comece a andar. Se você não anda, comece a rastejar. Se nem isso você consegue, só te resta poder pensar. Então, você poderá rastejar, andar, correr ou até mesmo voar,  quando você quiser.”  (Adriano Lachovski)                  

 

(Adriano Lachovski – Tetraplégico, Escritor, Palestrante, Mentor de Coaches e Pensador)

 

"Saiba que seu destino é traçado pelos seus próprios pensamentos, e não por alguma força que venha de fora."  Martin Luther King

 

 Adriano Lachovski